quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

QUANDO AS FORÇAS SE ACABAM



"Porque, há esperança para árvore, pois, mesmo cortada, ainda se renovará, e não cessarão os seus rebentos. Se envelhecer na terra a sua raiz, e no chão morrer o seu tronco ao cheiro das águas brotará, e dará ramos como planta nova"
 (Jó 14:7-9).

Existem momentos na vida que somos surpreendidos por  verdadeiras ondas de problemas, perseguições e dificuldades que se levantam contra nós. Desorientados e perdidos buscamos uma saída, porém a força do vento bate contra nós,  e nos empurra fortemente para trás tentando nos fazer desistir de lutar.

Estes são aqueles momentos que a nossa alma se debate dentro de nós. Uma verdadeira batalha é travada  no nosso interior. À procura de uma palavra que nos traga paz ou uma solução imediata que nos tire da angústia nada encontramos se não lutas e contrariedades.

Numa certa noite de céu aberto e estrelado, imagino eu, entrava Jesus com seus discípulos num barco. Tudo estava tão tranqüilo que ele se acomodou na popa do barco enquanto os discípulos seguiam na embarcação. Porém, logo que eles entraram em alto mar, uma tempestade horrível se levantou, levando-os quase ao naufrágio (Lucas 8:22-25).

De nada adiantou a experiência de Pedro, Tiago e João que eram navegadores profissionais. As  fortes rajadas de vento, levava-os a perder a esperança de salvação.
De repente, se ouve alguém gritar: "...Mestre Mestre, estamos perecemos..." (Lucas 8:24). Este é aquele conhecido grito do desespero. Isto acontece quando o sofrimento chega a um ponto que não dá mais para suportar. 

O Senhor se levantou e repreendeu a força do vento e logo se fez bonansa e lhes perguntou: " onde está a vossa fé?" (Lucas 8:2).

Nestes momentos de sofrimento, a dor tenta nos paralisar e nos fazer desistir de acreditar e de lutar pelo que cremos. 

Nesta hora a única alternativa que vemos não é outra se não aceitar o problema e se consolar com a derrota. 

É exatamente como aquela árvore que mesmo vendo o furacão e a força do vento se aproximar e com poucas chances de subsistir, ela espera para ver se estará de pé ou não depois que tudo passar.
Mas, há uma esperança até mesmo para esta árvore, diz a Palavra do Senhor: "Porque, há esperança para árvore, pois, mesmo cortada, ainda ser renovará..." (Jó 14:7). 

Imagina como aqueles homens dentro do barco lutaram até não ter mais forças. Viram a morte chegando e sua voz negra sussurrando nos seus ouvidos: acabaram-se as esperanças agora se preparem, pois chegou o fim.

Olheremos para o que Deus diz. E o que Ele diz? Preste atenção: 

"Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os momentos se transportem para o meio dos mares. Ainda que as águas rujam e se perturbe, ainda que os montes se abalem pela sua braveza, há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo. Deus está no meio dela; e ela jamais será abalada. Deus a ajudará já ao romper da manhã” (Salmos 46:2-5).
Deus tem bons pensamentos para o seu futuro, não tenha medo e não desista de lutar. "Eu é quem sei os pensamentos que penso a vosso respeito diz o Senhor, pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que desejais.” (Jeremias 29:11). 

Você não está travando esta luta porque Deus se esqueceu de você. Nem sempre é porque você cometeu um pecado tão grande que tenha que pagar por isto agora. Talvez não seja nem por causa de uma decisão errada que você tenha tomado na vida. 

Mas, sim porque: "E todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam e servem a Deus e são chamados segundo o seu propósito" (Romanos 8:28). Deus te ama e Ele fará com que tudo no final seja para que o nome dEle seja glorificado através de sua vida. Não temas!

O Senhor sempre te socorrerá, sempre te livrará da força dos ventos, Ele te esconderá no seu abrigo e te guardará como a menina dos seus olhos, e essa tempestade não vai te atingir.
Talvez hoje você esteja enfrentando uma grande tempestade na sua família, um vento forte batendo e soprando contra sua casa levantando tudo que está ao seu redor. Talvez no seu trabalho, ou na área financeira, na saúde ou emocional.

O inimigo hoje tem dado uma dimensão exagerada para os nossos problemas, fazendo nos acreditar que não podemos vencê-los e que Deus não vai nos ajudar. Neste momento você está tentando olhar para o tamanho e a força dos ventos e pronto para desistir. Talvez você está colocando sua fé naquilo que surge a sua frente e não está confiando no Senhor. 

Se por um lado não podemos olhar para os problemas, por outro não devemos confiar na aparência de tranqüilidade do tempo. Pois tudo pode mudar a qualquer momento e uma nova luta pode te surpreender novamente. Mas, olhe e confie no Senhor, o autor e consumador da sua fé, Jesus Cristo.

Quando as nossas forças se acabam é hora de usar a sua fé e a autoridade que o Senhor te deu para mandar os ventos pararem e a tempestade ir embora. Não na tua força, mas na força do Senhor ordene agora sobre a esta tribulação: sai da minha vida e da minha casa em nome de Jesus!!! E os ventos e a fúria das águas te obedecerão em nome de Jesus!

A oração do justo pode muito em seus efeitos, creia pois Deus já ouviu o seu clamor e também já tem entrado com providencia na sua causa. Ele tem o controle desta tempestade que só te levará mais perto do Seu coração e da Sua vontade para sua vida, em nome de Jesus! Descanse no Senhor, persevere em oração e adore ao Seu nome, pois a paz voltará e os teus sonhos se realizarão, para glória do nome do Senhor Jesus!


Pr. Antonio Cesar Lopes



4 comentários:

  1. Gloria seja dada a Deus me ajudou e me edificou muito Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feliz por isso Henrique, Deus te abencoe meu irmao!!!

      Excluir
  2. Nossa eu precisava ler essas palavras. Sao lindas e confortante. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido, gracas Deus por ter te abencoado com esta palavra, Deus te abencoe ainda mais em nome de Jesus!!!!

      Excluir